Depressão Pós parto

Depressão pós parto

O fato de que muitas mulheres se sentem bastante deprimidas justamente em um dos momentos mais felizes de suas vidas pode parecer um paradoxo. Mas a depressão pós parto é bastante comum, atingindo cerca de 50% das mulheres nos dias subsequentes ao parto.

Sintomas Depressão pós parto

O que é depressão pós parto

Grande parte desse fenômeno pode ser explicado pela mudança súbita nos hormônios circulantes no organismo da mãe, mas há uma série de outros fatores que podem contribuir para a depressão. Dentre eles podemos destacar a mudança pela qual a mãe passa, deixando de ser o centro das atenções que era durante a gravidez e passando a ser coadjuvante agora que o bebê chegou. A sensação da responsabilidade de levar para casa um recém-nascido indefeso também pode contribuir para o estado depressivo da mãe que muitas vezes se sente incapaz de cumprir as tarefas que são esperadas dela.

Algumas mulheres passam por um anti-clímax após o parto já que tudo aquilo que vinha sendo tão ansiosamente esperado durante os últimos nove meses já passou e não raro a nova mãe fica com uma sensação de “e agora?”. Há ainda aquelas mulheres que se sentem profundamente desapontadas com a aparência do bebê (embora virtualmente ninguém assuma esse sentimento) ou com a aparência do seu corpo após o parto.

Depressão pós parto

Sintomas de depressão pós parto

O cansaço extremo que os primeiros dias com um bebê podem trazer também não pode ser desprezado. A maioria das novas mamães passa por alguma combinação dessas sensações. Para algumas os dias “para baixo” são poucos e logo elas se sentem bem para cuidar de seus bebês. Já outras têm mais dificuldades e podem passar bastante tempo tão deprimidas a ponto de não conseguir realizar tarefas básicas como tomar banho ou cuidar do bebê.

Essas últimas devem procurar apoio psicológico e, sempre que possível, contar com alguém da família ou uma amiga para ajudar durante esse período. Uma dica que vale para todas as famílias: depois da chegada do bebê, procurem passar algum tempo cuidando da MÃE. Nesse momento tão delicado, sentir-se apoiada e cuidada pelas pessoas queridas vale ouro e pode ajudar a restaurar a autoconfiança e a alegria de viver da nova mamãe.

Primeiros sintomas de depressão

É importante dizer que no período pós-parto, a mulher sofre algumas alterações hormonais importantes, o que a torna mais propensa a ter alterações no humor e conseqüentemente a chamada Depressão Pós Parto.

A depressão pós-parto acontece logo, geralmente uma semana depois do parto. Mas o que acontece na depressão pós-parto?

As características típicas da depressão pós-parto são as crises de choro, a ansiedade, a irritabilidade, confusão mental, problemas de memória e cansaço em excesso. Existem casos mais complicados onde a mãe deseja abandonar a criança, sente repúdio e não aceita o bebê.

Não é fácil saber se uma mulher terá ou não uma depressão pós-parto. Logicamente toda mulher que já tem tendência depressiva deve ter maior atenção já durante a gestação. Também aquelas mulheres que tiveram uma gravidez problemática ou que não desejavam, devem ter cuidados especiais. Estas têm mais probabilidade de ter uma depressão pós parto.

Enjoos na gravidez – Clique aqui e descubra o que fazer.

Todo o acompanhamento médico feito durante anteriormente, no processo de gravidez é fundamental também para evitar a depressão pós-parto, pois ele traz mais segurança à mãe no momento que o bebê nasce e evita a ansiedade de não saber como reagir em certas situações. Todas as perguntas durante a gravidez devem ser feitas ao médico para evitar problemas futuros.