Parto Fórceps

Parto Fórceps

O que é Fórceps

O Parto fórceps nada mais é do que uma grande pinça que é introduzida no canal de parto para ajudar a trazer a cabeça do bebê para fora.

Acontece que muitas mulheres ainda hoje estremecem só de ouvir a palavra fórceps. Mas por que esse instrumento causa tanto medo nas futuras mamães?

A verdade é que hoje em dia não há o que temer, mas há algum tempo atrás o uso do fórceps em partos complicados frequentemente deixava sequelas no bebê, podendo até mesmo causar a morte da mãe.

Parto fórceps consequências

Isso acontecia principalmente porque naquela época era comum o uso do chamado “fórceps alto”. Esse instrumento era introduzido bem fundo no corpo da mãe e puxava a cabeça do bebê quando ela ainda estava bem longe de chegar à abertura vaginal. Muitas vezes essa técnica resultava em cortes e hematomas na cabeça do bebê e, quando empregado por médicos com menos destreza, podia ocasionar lesões no útero materno e levar à morte por hemorragia. Mas ninguém precisa se preocupar com esse risco hoje em dia.

parto fórceps

Isso porque o fórceps alto não é mais utilizado e a técnica atualmente empregada pelos obstetras – o fórceps de alívio – é completamente segura.

Hoje em dia o fórceps só é empregado quando o bebê já está encaixado, ou seja, quando sua cabeça já está bem baixa, quase nascendo.

Veja aqui tudo sobre Penico infantil

Esse é o chamado ‘”fórceps baixo” e sua finalidade é a de ajudar a mãe no último estágio da expulsão do bebê. Essa técnica é empregada em cerca de 10% dos partos normais hoje em dia e não causa as lesões que assustavam nossas avós, sendo bastante segura. Ainda assim, em alguns casos o instrumento pode deixar uma marquinha na cabeça do bebê que com o tempo vai sumindo.

Parto Normal com fórceps

Parto Normal

Parto Normal

Os benefícios do Parto Normal

parto normal

Caso possa ter sua criança de parto normal é a melhor opção. No parto normal a criança respira melhor, o leite desce mais rápido e a recuperação também é mais rápida. O parto normal é um processo natural de uma gravidez.

Por esta razão descarte a cesária caso não tenha sido indicada por seu médico. Quando a criança passa pelo canal da vagina, o tórax do bebê se comprimi, assim como o resto do corpo.

Neste processo o líquido amniótico é expelido pela boca de dentro de seus pulmões, isto ajuda e facilita a criança respirar. Com a cesária o bebê pode apresentar um desconforto respiratório e desenvolver insuficiência respiratória e também pneumonia.

Quando a mulher esta no trabalho de parto, o organismo libera um hormônio chamado ocitocina e prolactina, isto ajuda a dilatar os alvéolos, onde é produzido o leite e todas as estruturas da mama envolvidas com a lactação, proporcionando maior produção de leite.

Com a cesária a descida do leite demora um pouco mais, leva de dois a cinco depois que o bebê nasce para o leite aparecer. Muitas mulheres, fogem do parto normal por medo da dor. Mas hoje as futuras mamães podem contar com a analgesia ela controla a a dor na hora do parto.

É uma anestesia que possibilita amenizar a dor na hora do parto, mas não tira totalmente a sensibilidade na região pélvica. Afinal é importante sentir as contrações e ajudar a impulsionar o bebê para fora.

O melhor do parto normal, a recuperação é rápida, após algumas horas a mamãe pode levantar e caminhar. Quarenta e oito horas após, mãe e bebê estão liberados. No caso da cesária a mulher só recebe alta entre sessenta e setenta duas horas após o parto e leva geralmente de trinta a quarenta para recuperação da cirurgia.

Gravidez passo a passo

Gravidez passo a passo

Os nove meses em que a criança passa na barriga da mãe, muitas coisas acontecem. Ao pensar que no tempo de nossas avós, a única forma de acompanhar as mudanças e etapas de crescimento do bebê, era através do crescimento da barriga.

Continue lendo “Gravidez passo a passo”