Obesidade Infantil

obesidade infantil

Obesidade Infantil

A Obesidade Infantil é um assunto preocupante. Nos últimos 20 anos, o índice cresceu 240% no Brasil e hoje já se contabiliza 70 milhões de pessoas acima do peso. Isso significa que 15% das crianças e adolescentes no país são consideradas obesas.

obesidade infantil

O que explica esses números tão elevados é a mudança de hábitos que observamos nas duas últimas décadas. A alimentação inadequada e o sedentarismo são os grandes vilões que deixam as crianças cada vez mais fofinhas.

Com a onda de fast foods, produtos industrializados, refrigerantes e frituras em excesso as crianças foram ganhando peso. E para completar, as brincadeiras de rua foram substituídas por videogames, computadores e televisão. Comendo mal e deixando de gastar energia o problema cresceu assustadoramente.

Houve uma época em que criança gordinha era sinal de criança saudável. Mas hoje a realidade é bem diferente.

O que é Obesidade infantil

Os estudos a respeito do assunto indicam que a criança obesa tem de 50 a 70% de chances de se tornar um adulto obeso. E é exatamente por isso que existe uma grande preocupação em controlar o peso durante a infância.

Além dos riscos para a saúde, existe um outro problema que os gordinhos têm que enfrentar: o fator psicológico. Normalmente essas crianças sofrem com a baixa auto estima.

Ana Paula Baccelar conta que seu filho Tiago vivia em luta constante contra a balança, mas o seu maior problema era enfrentar os coleguinhas na escola. “No futebol ele sempre tinha que ser o goleiro porque as crianças diziam que ele não conseguia correr atrás da bola”, conta a mãe.

Somente depois de perder muitos quilos Tiago conseguiu conquistar a amizade das outras crianças. “Quando ele emagreceu começou a ser aceito pelos colegas e se sentia muito mais animado e feliz”, lembra Ana Paula.

É normal a criança gordinha adotar certas posturas para compensar o seu aspecto físico e assim vencer a discriminação das outras crianças. Muitas vezes eles se tornam engraçados, uns verdadeiros palhacinhos, ou extremamente generosos, como se pudessem “comprar” a amizade dos colegas.

Os Pais– A verdade é que os pais são os grandes responsáveis pela obesidade de seus filhos. São eles que devem controlar a alimentação, dar bons exemplos e incentivar a prática de esportes.

obesidade infantil o que é Brasil

A quantidade de comida que a criança ingere não é a responsável pelas gordurinhas extras e sim o tipo de alimentação que ela tem. Portanto os pais devem se preocupar em selecionar os alimentos e não diminuir a quantidade.

A alimentação infantil deve ser bem balanceada. A criança deve se acostumar desde pequena a comer carboidratos, proteínas, verduras, legumes e frutas, deixando refrigerantes, salgadinhos e doces para os fins de semana e ocasiões especiais.

Mas para isso, os pais precisam servir de modelos para os pequenos. Deve-se evitar líquidos em excesso durante as refeições, comer sem pressa e ter horários rígidos para as refeições.

Os pais também precisam controlar o tempo que seus filhos passam em frente a televisão e ao computador e incentivar exercícios físicos. O esporte é um grande aliado no combate ao peso.

obesidade infantil Brasil

Obesidade infantil no Brasil

0 a 3 anos– No final do primeiro ano de vida e aos 3 anos de idade ocorrem picos de obesidade. O cuidado deve ser redobrado nessa fase.

3 a 6 anos– O fator genético é muito importante em casos de obesidade infantil. Se há casos na família, os pais devem controlar rigorosamente o metabolismo da criança.

6 a 9 anos– O pediatra deve ser consultado sempre que se notar excesso de peso na criança. A causa da obesidade deve ser descoberta, já que diversos fatores podem resultar no ganho de peso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *