Medo Parto

Medo Parto

Se quando você pensa no parto, tudo o que vem a sua cabeça são as cenas aterrorizantes que você viu em um filme ou novela pare um pouco e pense bem. Você conhece algum caso na vida real de uma mulher que tenha uivado de desespero ou tentado agredir o pobre marido na hora do parto ? Pois, é … Vamos encarar a realidade: Por mais que a indústria do entretenimento continue insistindo em apresentar o parto como dolorosíssimo, já se foram os tempos em esse era um evento marcado pela dor e pelo perigo de vida que sofriam a mãe e o bebê. Isso ocorria em outra época, quando os anestésicos ainda eram incipientes e a maioria das mulheres tinha os filhos em casa, num ambiente bem distante da esterilidade das salas de parto atuais. A verdade é que o medo parto hoje em dia não precisa ser muito doloroso. Isso porque as “quase-mamães” têm a sua disposição analgésicos como a peridural contínua (que é o tipo mais comum de anestesia em partos normais) que diminuem bastante o desconforto.

medo parto

Ninguém está dizendo que a mulher não vai sentir nada e que poderá passar o trabalho de parto todo lendo uma revista ou pintando as unhas. Mas ninguém vai uivar de dor também. Na maioria das vezes a aplicação da anestesia costuma só ocorre quando o trabalho de parto já está bem instalado, com uma dilatação de pelo menos uns 3 a 4 centímetros e contrações regulares. Até esse ponto a futura mamãe está sentindo as contrações que, embora não sejam agradáveis, não costumas ser insuportáveis. Isso porque se a anestesia for aplicada muito cedo, há o risco dela atrapalhar o transcorrer do trabalho de parto e até mesmo fazer cessar as contrações e dilatação. Mas, passado esse ponto, a anestesia pode ser aplicada com menos risco de interferir no trabalho de parto e tudo costuma transcorrer muito bem até o nascimento do bebê. Durante esse tempo a mulher terá sua capacidade de fazer força preservada, mas não sentirá dor.

Se nenhum desses argumentos te convenceu, que tal esse: se o parto fosse tão doloroso assim ninguém teria mais de um filho!

Por fim, vale lembrar que qualquer que seja a dor causada por um parto, ela sempre será mínima se comparada à enormidade da alegria que o nascimento de um filho representa.

Veja aqui tudo sobre Parto Fórceps 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *