Infertilidade

Infertilidade

Infertilidade

Há uma série de problemas que podem ser os responsáveis pela infertilidade da mulher. A medicina tem avançado muito e hoje já pode oferecer esperança a muitas candidatas a mamães que até pouco tempo atrás não teriam muitas chances de engravidar. Veja abaixo as principais causas da infertilidade feminina.

Problemas Imunológicos

Obstruções Pélvicas

São os problemas que mais comumente impedem a gravidez. Cerca de 40% das mulheres que tentam engravidar sem sucesso têm algum tipo de obstrução pélvica. Essas obstruções são na verdade cicatrizes deixadas por infecções anteriores. É o que ocorre quando doenças sexualmente transmissíveis passam muito tempo despercebidas no aparelho reprodutivo da mulher. Quando são notadas e tratadas, o dano às trompas já foi causado e o caminho do óvulo até o útero pode estar bloqueado. As chances de que essas mulheres venham a engravidar hoje em dia é boa. Primeiro, tenta-se reconstruir a trompa por meio de microcirurgias. Mas mesmo quem teve as trompas irremediavelmente comprometidas pode se beneficiar das técnicas de fertilização in vitro já que a função ovulatória da mulher permanece inalterada.

Endometriose

Essa é uma doença cujas causas ainda não são totalmente compreendidas pela medicina. O que ocorre é que células do endométrio (que é o “revestimento interno” do útero) migram para outras partes do corpo e lá se fixam. Como essas células respondem ao controle hormonal que rege os ciclos menstruais, a mulher pode apresentar sangramentos na região em que as células se instalarem. Se afetar as trompas, por exemplo, a endometriose pode comprometer a fertilidade da mulher. Quanto mais rápido for o tratamento, maiores são as chances de preservação da capacidade reprodutiva da mulher.

Infertilidade

Disfunções Hormonais

A ovulação é governada por uma série de hormônios, que têm que agir da maneira certa na hora certa. Qualquer desequilíbrio nessa delicada estrutura pode significar que a mulher passa a não ovular e, por conseguinte, não consegue engravidar. Hoje em dia existem diversos tratamentos que induzem a ovulação e mesmo quem sofre de disfunções mais severas tem chances de engravidar.

Problemas Imunológicos

Nesse caso a mulher chega a engravidar, mas perde o bebê pois seu organismo reage ao embrião como se fosse um corpo estranho e o rejeita. Quem já sofreu mais de três abortos espontâneos deve se submeter a uma pesquisa para saber se não se trata de um problema imunológico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *